Drogarias e Farmácias

sábado, 19 de setembro de 2015

DEPUTADO PETISTA DIZ QUE “VAI TER SANGUE” EM CASO DE IMPEACHMENT


Que os socialistas não se furtam em praticar violência na luta pelo poder é até um truísmo. É desse grupo que sai a maior contagem de mortos da história nos genocídios do Cambodja, da Rússia, da Alemanha Nazista, da China e da Coréia do Norte. Recentemente, a polícia de Nicolas Maduro matou cerca de 40 pessoas durante manifestações.

Ainda em fase inicial do projeto totalitário, o deputado petista João Daniel afirmou ontem na Câmara a seguinte escrotidão:

Não se enganem! Esse impeachment terá cor de sangue, porque as ruas dirão que a classe trabalhadora não se renderá, não se curvará e não baixará a cabeça.

A sequência lógica é clara: as expressões “não se render”, “não se curvar” e “não baixar a cabeça” significam derramar sangue. A ameaça de violência é mais clara do que a neve.

Resta saber se isto ficará barato. E o que deve ser esfregado na fuça deste sujeitinho é a Constituição. Se Dilma sofrer impeachment, assim como ocorreu com Collor, qualquer ameaça de violência também será um crime.

Enfim, cada vez mais eles nos mostram que sua sede de sangue é similar ao seu desejo pelas mamatas estatais.

Via: http://lucianoayan.com/