Drogarias e Farmácias

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

CORTES CRIMINOSOS NA EDUCAÇÃO JOGAM BRASIL NUM ATRASO INCALCULÁVEL


Os bilionários cortes na educação, feitos pelo 'desgoverno' Dilma, em 2015, além de deixar o Brasil pior do que já estava nos Rankings mundiais, jogam o país num atraso sem tamanho.

FIES, PRONATEC, PROUNI, SISU e outros programas já eram, só restaram os nomes. ENEM, se tornou o Exame Nacional do Ensino Médio Bolivariano, como todos já sabem. E com a derrocada deles, o fim do sonho de milhares de jovens que esperavam ter uma oportunidade, como foi propagandeado pelo desgoverno do PT abraçado com o PMDB e que faz o diabo, com a vista grossa de todos os partidos, inclusive da fraca e omissa oposição.

De fato, é um crime o que estão fazendo com o Brasil à médio e longo prazo.
Aniquilaram o ensino superior, transformando universidades públicas, em sua maioria, em 'cabides de empregos', palanques eleitorais comuno-governistas, além de torná-las verdadeiros paraísos de sindicalistas vidas mansas e fábricas de jovens alienados, com baixa e fraquíssima capacidade crítica, mergulhando-os em 'pseudo-movimentos' de estudantes e de minorias, claramente políticos, cujos mesmos visam a doutrinação comuno-bolivariana no Brasil, como base para a sobrevivência de governos corruptopatas no país. 
E pior, todos os cortes, inclusive os que acabam com carreiras no ensino superior, e com a Pós-graduação, com a pesquisa, com o viés científico no Brasil, sequer tiveram um protesto que fosse por parte dos estudantes, dos professores, dos assim alcunhados 'letrados', como ocorreu no Chile até. Exceto, pela greve dos professores e funcionários das federais que ficaram meses parados por causa dos desmandos do desgoverno.
Resumindo: tudo isso somado, não dá outra, o Brasil perde sua tenativa de ter uma Educação de qualidade das bases ao ensino superior, para se tornar um país pedagogicamente doutrinador, catequista marxista.

E isso, não tem outro termo que não seja descalabro criminoso.

(Emerson Rodrigues, para os blogs da Mídia Livre)

Fonte: FCSBR