Drogarias e Farmácias

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

FODA-SE A NIGÉRIA NÉ!


Faz quase 6 dias que um atentado aconteceu na Nigéria e mais de 80 pessoas morreram, entra elas diversas crianças, que inclusive foram queimadas vivas pelos terroristas.
Você sabia?
Não. Aposto que não.  Nem eu. E agora que sei, sigo meu dia normalmente, afinal, são só crianças pobres e pretas de um país onde eu nunca pretendo por os pés.






Fossem crianças de Berlim, não 80, mas talvez 12, e sem a crueldade de serem queimadas vivas pelos mesmos terroristas, você sabe como estaria o mundo, o seu facebook, a televisão e o seu discurso virtual de preocupação com a vida alheia.
Não sabe? Sabe.
Mas eram “pretinhos pobres” da Nigéria. Quem você conhece que vai a Nigéria? Qual plano você faz para um dia ir até a Nigéria? Então, foda-se a Nigéria.
Como nosso amigo médico esfaqueado na lagoa, que causou sozinho a comoção nacional que os outros 5 mil mortos esfaqueados nas periferias não conseguiram nem ensaiar.
Mata, mas mata longe de mim.  Pisoteia, mas não me deixa ver.  Escraviza em Hong kong, eu compro o boné, mas não mostra na tv senão eu vou no twitter, choro e tudo.
O nude da patricinha merece um Globo Reporter. As centenas de filhas que vendem o corpo pra ter o que comer por todo planeta antes dos 18 anos, talvez uma notinha num jornal.
Queremos nos convencer virtualmente todo santo dia de que somos boas pessoas, que pensamos no próximo e que ficamos estarrecidos com a violência que acontece a nossa volta.
Mentira. Só incomoda quando acontece do meu lado, onde eu vou, com quem conheço.
Eu não tenho amigos na Nigéria, não vou até lá e nem faço planos pra ir. Portanto, foda-se a Nigéria.
Mas você viu que absurdo o Léo, filho da Carmen, a 200 metros do arrastão no Rebouças?   Viu, claro que viu.
Fonte: Vários sites de notícias independentes.