Drogarias e Farmácias

sexta-feira, 11 de março de 2016

NÓS VAMOS MATAR MUITOS "COXINHAS" DOMINGO - AMEAÇA DO MST


"Vamos as ruas para mostrar aos coxinhas nossa força. Eles vão pagar com sangue e lágrimas o que fizeram com a família do ex-presidente Lula”.

sta é a ameaça do MST aos manifestantes pró-impeachment que irão as ruas no próximo domingo. Armas brancas e de fogo estarão nas mãos dos manifestantes de camisa vermelha.
Depois da condução coercitiva de Lula os petistas estão voltando as ruas, só que desta vez ainda mais inflamados e com sede de vingança nunca vista. Para demonstrar poder de fogo agendaram a manifestação de apoio a Dilma e Lula para o mesmo dia, horário e local que as manifestações pró-impeachment.
O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) promete levar as ruas seus manifestantes armados com facão para a defesa da democracia. Em reposta ao email encaminhando por nossa reportagem um líder do movimento que não se identificou disse que “vamos as ruas para mostrar aos coxinhas nossa força. Eles vão pagar com sangue e lágrimas o que fizeram com a família do ex-presidente Lula”.
Outros movimentos sociais estão acionados para a missão de enfrentamento, dentre eles a CUT, a UNE e MTST. O serviço de inteligência da Polícia Federal já detectou conversas por redes sociais e telefones onde líderes do movimento afirmam que pretendem colocar atiradores infiltrados nas manifestações. A ideia é dar um verdadeiro banho de sangue nas forças conservadoras da sociedade brasileira.
A estratégia está sendo traçada com assessoria de guerrilheiros haitianos e iranianos. A previsão mais tímida da Polícia Federal é de 150 mil feridos e 500 mortos na manifestação do dia 13 de março. A ideia dos guerrilheiros é que cada brasileiro conheça pessoalmente ao menos um dos mortos ou feridos no confronto. Desta maneira o terror silenciaria a voz das ruas.
Preparem-se. Domingo será o dia mais violento da história democrática brasileira.

Fonte: http://www.racionalista.org/2016/03/nos-vamos-matar-muitos-coxinhas-no.html?m=1