Drogarias e Farmácias

sexta-feira, 22 de abril de 2016

STF VERMELHO: DEVASTADORES, DELAÇÕES DE DELCÍDIO E ASSESSOR, SÃO ABAFADAS POR JANOT E TEORI NO STF


A delação e as provas apresentadas por Delcídio e incrementadas pela delação do assessor que está entregando tudo, são duas bombas devastadoras que metem Dilma, Lula e Temer na mesma fogueira da corrupção.
Neste exato momento estão explodindo revelações de todos os tipos e tamanho, envolvendo todo o alto escalão do desgoverno falido.
Delcídio tratou de propinas com Dilma.
Delcídio tratou de propina à família Cerveró em nome de Lula.
Após decisão da Câmara de aprovar a volta da CPMF, a Diretoria Internacional da Petrobras passou a ser comandada por indicado do PMDB da Câmara, Jorge Zelada, que supostamente tinha a chancela de Temer, diz Delcídio.
Delcídio era o cara que estava dentro de todos os grandes esquemas e sabia de tudo, agora ele e seu assessor, estão a dedurar tudo, e, a apresentar as provas pra valer.
MARACUTAIA DE JANOT E ZAVASCKI
E vejam só, mesmo com todas as provas e tudo que está sendo desenhado pra todos entenderem, Janot pediu e Zavascki atendeu: NÃO INCLUIR DILMA, LULA E TEMER COMO INVESTIGADOS NO INQUÉRITO.
Janot e Zavascki apenas incluiram ambos como citados para  'entender como funcionava o esquema criminoso de desvios na Petrobras'.
Por favor!
Entender o que? Janot? Zavascki?
As delações e as provas já explicaram tudo.
Janot deveria pedir, pelo menos, incluir os 03 como investigados e no máximo, o mais adequado, pedir a prisão temporária de ambos e Zavascki deveria conceder o mandado de prisão as esses três.
Mas, não.
Seguem com a enrolação.
O que dizem Dilma, Temer e Lula
A assessoria do Palácio do Planalto informou que não comentará a inclusão das citações à presidente Dilma Rousseff no inquérito.
A assessoria de Temer informou que a delação de Delcídio comete "equívocos", pois o então presidente do PMDB não indicou "ninguém" para a Diretoria Internacional da Petrobras, e quem o fez foi a bancada do PMDB de Minas Gerais, portanto, "não têm conexão com os fatos mencionados", segundo a assessoria.
O Instituto Lula, que representa o ex-presidente informou que ele já depôs nesse inquérito e prestou todos os esclarecimentos. "O ex-presidente já depôs neste inquérito e prestou todos os esclarecimentos as autoridades, no dia 16 de dezembro de 2015. O ex-presidente Lula sempre agiu dentro da lei e a favor do Brasil antes, durante e depois da presidência da República", informou o instituto. (Com G1)
Enquanto isso, a mulher do marqueteiro do PT, está abrindo a boca em Curitiba, entregando todo mundo, de Guido Mantega a Gleisi Petrolão, Haddad, o caramba a quatro.
Acompanhemos essa nojeira toda.