Drogarias e Farmácias

quarta-feira, 18 de maio de 2016

ODEBRECHT QUER QUE O JUIZ MORO INTIME DILMA, GUIDO, PALOCCI, EDINHO E OUTROS NA LAVA JATO


Essa, é mais uma estratégia do empreiteiro corrupto de pressionar Dilma e cia Ltda para tentar sair da cadeia.
Mas, ao fazer isso, pedir os antas como testemunhas de defesa, Marcelo Odebrecht literalmente os entrega de mãos beijadas ao Juiz Moro.
TRUPE COMUNOPATA
***O ex-presidente do Grupo Odebrecht Marcelo Odebrecht arrolou a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) como testemunha de defesa em um dos processos a que responde na Operação Lava Jato. Além dela, Odebrecht pediu que o juiz federal Sérgio Moro ouça também os ex-ministros Edinho Silva, Guido Mantega e Antônio Palocci. Marcelo Odebrecht já foi condenado a mais de 19 anos em primeira instância e recorre da sentença.
O ex-presidente da empreiteira ainda responde a mais duas ações na Justiça Federal, dentre elas a que apura o setor apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como dedicado exclusivamente à contabilidade paralela da empresa. O pedido para ouvir as testemunhas foi apresentado como reposta prévia à acusação do MPF. O advogado Nabor Bulhões pede que o cliente seja absolvido sumariamente e, caso não seja esse o entendimento de Moro, que sejam ouvidas todas as testemunhas arroladas. Foram elencadas ao todo 15 testemunhas.
NÃO TEM EXPLICAÇÃO, É?
O fato de Dilma e os ex-ministros estarem arrolados como testemunhas não significa, ainda, que eles irão depor. Ao juiz responsável pelo processo cabe autorizar, ou não, as oitivas. Em outros casos, o juiz Sérgio Moro pediu aos réus que prestassem maiores esclarecimentos sobre a necessidade dos depoimentos. Na petição apresentada neste processo, a defesa de Marcelo Odebrecht não explica porque quer ouvir as 15 testemunhas. ***(Com G1/Paraná)
===