BitMiner - free and simple next generation Bitcoin mining software

quinta-feira, 12 de maio de 2016

SENADO APROVA IMPEACHMENT E DILMA É AFASTADA POR 180 DIAS


CAIU!!!!

Após várias horas de 'falação', 78 senadores estiveram presentes na sessão. 
Por 55 a 22 votos, a maioria do Senado aprovou a abertura de Impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT).
Com isso, Dilma está afastada por 180 dias.
No final destes 180 dias, se corroboradas as provas já apresentadas, o Congresso Nacional votará a cassação de fato de Dilma.
Contudo, caso algo mirabolante aconteça no meio do caminho ou o STF intervenha em face de alguma ação, ou a defesa prove a "inocência" da acusada, (coisa muito difícil de acontecer, mas não impossível), Dilma pode voltar ao cargo de presidente.
Até lá, Dilma segue com quase todos os privilégios do cargo de presidente (salário, jato da FAB, cartão corporativo, diárias, etc etc) e morando na Granja do Torto.
Na real, Dilma deveria renunciar e desagarrar das tetas do governo e do dinheiro do povo. Esses 180 dias com Dilma afastada mas aprontando, serão altamente prejudiciais para o Brasil.
Temer assume o abacaxi explosivo. O que será do Brasil nesses 180 dias com dois presidente? Um interino e outro afastado?
Ou seja, a sorte está lançada.

LISTAS DE VOTOS
Ana Amélia (PP-RS) – Sim
José Medeiros (PSD-MT) – Sim
Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) – Sim
Marta Suplicy (PMDB-SP) – Sim
Ataídes Oliveira (PSDB-TO) – Sim
Ronaldo Caiado (DEM-GO) - Sim
Zezé Perrella (PDT-MG) - Sim
Lúcia Vânia (PSB-GO)- Sim
Magno Malta (PR-ES)- Sim
Ricardo Ferraço (PMDB-ES) - Sim
Romário (PSB-RJ)- Sim
Sérgio Petecão (PSD-AC) – Sim
Telmário Mota (PDT-RR) – Não
Dário Berger (PSDB-SC) – Sim
Simone Tebet (PMDB-MS) – Sim
Cristovam Buarque (PPS-DF)- Sim
Angela Portela (PT-RR) - Não
José Maranhão (PMDB-PB) – Sim
José Agripino (DEM-RN) – Sim
Jorge Viana (PT-AC) – Não
Acir Gurgacz (PDT-RO) - Sim
Fátima Bezerra (PT-RN) – Não
Eduardo Amorim (PSC-SE) – Sim
Aécio Neves (PSDB-MG) - Sim
Wilder Morais (PP-GO)- Sim
Alvaro Dias (PV-PR)- Sim
Waldemir Moka (PMDB-MS) - Sim
Roberto Requião (PMDB-PR) – Não
Marcelo Crivella (PRB-RJ) - Sim
Randolfe Rodrigues (Rede-AP) – Não
Lasier Martins (PDT-RS) - Sim
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) – Não
Reguffe (Sem partido-DF) - Sim
Hélio José (PMDB-DF) - Sim
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) – Sim
Regina Sousa (PT-PI) – Não
Armando Monteiro (PTB-PE) – Não
Fernando Collor (PTC-AL) – Sim*
Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) – Sim
Valdir Raupp (PMDB-RO) -  Sim
Paulo Bauer (PSDB-SC) - Sim
Gladson Cameli (PP-AC) – Sim
Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)- Sim
Omar Aziz (PSD-AM) - Sim
João Capiberibe (PSB-AP) – Não
Lídice da Mata (PSB-BA) – Não
Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) – Sim
Otto Alencar (PSD-BA) – Não
Lindbergh Farias (PT-RJ) – Não
Paulo Rocha (PT-PA) – Não
Maria do Carmo Alves (DEM-SE)- Sim
Tasso Jereissati (PSDB-CE) - Sim
Wellington Fagundes (PR-MT) – Sim
Gleisi Hoffmann (PT-PR) – Não
Flexa Ribeiro (PSDB-PA)- Sim
Paulo Paim (PT-RS) – Não
Roberto Rocha (PSB-MA) -Sim
Blairo Maggi (PR-MT) – Sim
Donizeti Nogueira (PT-TO) - Não
José Pimentel (PT-CE) – Não
Dalirio Beber (PSDB-SC) - Sim
Walter Pinheiro (Sem partido-BA) – Não
José Serra (PSDB-SP) - Sim
Humberto Costa (PT-PE) – Não
Davi Alcolumbre (DEM-AP) - Sim
Ciro Nogueira (PP-PI) – Sim
Ivo Cassol (PP-RO) - Sim
Benedito de Lira (PP-AL) – Sim
Romero Jucá (PMDB-RR) – Sim
Edison Lobão (PMDB-MA) - Sim
Relator do processo
Antonio Anastasia (PSDB-MG) – Sim (relator)
Não discursaram
Raimundo Lira (PMDB-PB) – Sim (presidente da comissão do impeachment)
Elmano Férrer (PTB-PI) -
Rose de Freitas (PMDB-ES) – Sim
Vicentinho Alves (PR-TO) – Sim
Absteve-se:
Renan Calheiros (PMDB-AL) – presidente do Senado
Ausentes:
Eduardo Braga (PMDB-AM)
Jader Barbalho (PMDB-PA)