Drogarias e Farmácias

quinta-feira, 16 de junho de 2016

MEMO PARA CLINTON: ADMINISTRAÇÃO DE OBAMA DEU ASSISTÊNCIA A GRUPO QUE SE TORNOU O ESTADO ISLÂMICO (ISIS)


O relatório confirmou que a oposição Síria estava sendo liderada por três grupos, incluindo a AL QAEDA no Iraque (AQI), que mais tarde si tornou ISIS.


WASHINGTON, D.C. - a administração Obama apoiou o grupo terrorista que se tornou a ISIS como o grupo lutava para ganhar o controle da fronteira Syria-Iraq onde ISIS afirma agora seu califado, de acordo com um relatório de inteligência enviado para Hillary Clinton.


Breitbart notícias relatou na Terça-feira em um "segredo" do Relatório de inteligência enviados para a então Secretário de Estado Hillary Clinton e outros funcionários dos Estados Unidos e agências importantes em Agosto de 2012. O relatório confirmou que o Ocidente e os Estados do Golfo foram juntando com a Turquia para "apoio" a oposição síria para o ditador Bashar al-Assad. O relatório confirmou que a oposição síria estava sendo liderada por três grupos, incluindo a Al Qaeda no Iraque (AQI), que mais tarde se tornou ISIS. Este relatório confirmou que AQI estava comunicando pelo informante Muhammad al Adnal, que é agora o chefe de comunicação do Estado Islâmico (ISIS).


Estados do Ocidente, Golfo e Turquia ajudaram grupos de oposição ao governo sírio para controlar as fronteiras Síria-Iraque, de acordo com o relatório. Estado Islâmico depois violentamente formou seu califado nas áreas ao redor da fronteira. O relatório observou o potencial de "refúgio" internacional abrigadas nesta região semelhante à situação na Líbia, onde o governo provisório que foi formado após o EUA-AJUDOU a derrubar Muammar Kadhafi e estabeleceu um "centro de comando" em Benghazi.



O Relatório de inteligência entra em detalhes sobre como o Oeste era ajudar activamente os grupos da oposição incluindo AQI para controlar a fronteira oriental da Síria perto da província de Anbar iraquiano e a cidade de Mosul, tanto de que eventualmente caiu em parte do grupo al Adnani o Estado Islâmico (ISIS), que continua a luta para manter o controle do território.



Fonte: infowars.com