BitMiner - free and simple next generation Bitcoin mining software

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

ESTADO ISLÂMICO ATACA ISRAEL LANÇANDO SETE FOGUETES


Israel sofreu um novo ataque do grupo extremista Estado Islâmico. Quatro foguetes invadiram o espaço aéreo israelense, sendo três deles interceptados pelo sistema de defesa aérea Cúpula de Ferro (Iron Dome). Nenhuma pessoa foi ferida e não houve danos.

O ataque partiu da península do Sinai, no Egito e o alvo era a cidade de Eilat, um paraíso turístico às margens do Mar Vermelho. Desde 2014 não havia disparos contra essa região, que atrai milhares de turistas por ano. Cúpula de Ferro não era acionada desde a guerra contra o Hamas, na Faixa de Gaza.

Onze pessoas – a maioria turistas – foram encaminhadas para o Hospital Joseftal, em Eilat, devido a ataques de pânico após os alarmes soarem. Na manhã desta quinta-feira (9), o nível de ameaça de foi reduzido e a polícia diz que a cidade voltou ao normal.




Destroços caíram na piscina de um hotel

Destroços de foguetes lançados pelo Estado Islâmico. (Foto: Reprodução/Twitter)







Horas depois, as Forças de Defesa de Israel (IDF), retaliaram, bombardeando túneis usados por terroristas ligando Gaza ao Egito. No final do ano passado, jihadistas do Estado Islâmico tentaram invadir Israel pelo norte, mas foram interceptados pelo IDF.
Três níveis de defesa

O sistema de segurança do estado judeu funciona em vários níveis. Os ataques de curto alcance, vindos de países vizinhos, são abatidos pelo “Cúpula de Ferro”. Já os de médio alcance, que podem vir de locais mais distantes, como Irã, Iraque ou Europa, seriam bloqueados pelo “Funda de Davi”.

O “Arrow 3” é a última linha de defesa, no caso dos primeiros falharem ou de a ameaça vir de lugares mais longínquos como Rússia, China ou mesmo vindos do espaço.


Por Jarbas Aragão - Gospel Prime