Drogarias e Farmácias

quinta-feira, 16 de março de 2017

PAPA FRANCISCO CONFESSA QUE SENTE DÚVIDAS SOBRE A EXISTÊNCIA DE DEUS


Agora não entendi... Ele não foi nomeado como "pontífice", o "Vicarius Filii Dei" (Vigário do Filho de Deus), assim como os falsos profetas ...ops, quero dizer... papas anteriores? Como ele agora pode ter dúvida da existência de Deus? Que espírito é esse que lhe deixa tão confuso desta forma? Eu sei que espírito é esse: o demoníaco.
---

"As crises também proporcionam uma oportunidade para crescer", declarou o sumo pontífice, que descreve a si mesmo como um "pecador que comete erros".

O Papa Francisco compartilhou em uma entrevista ao jornal alemão Die Zeit, sua experiência em questões de crise de fé. "Eu também conheço estes momentos de vazio", confessou o sumo pontífice ao responder a pergunta se alguma vez teria duvidado sobre a existência de Deus.

No entanto, o Papa afirmou que "as crises também proporcionam oportunidades para crescer", e que qualquer fé que não enfrenta os períodos de crise "permanece em um estado infantil".

Durante a entrevista - a primeira oferecida a um meio de comunicação alemão desde que foi eleito Papa há quatros anos - o líder dos católicos definiu-se como um "pecador que comete erros".

Além disso, o Papa Francisco garantiu que não se considera uma pessoa especial, mas como um crente comum a mais. "Não devemos esquecer que qualquer forma de idealização de um ser humano, sempre traz consigo uma forma de agressão subliminal. Quando me idealizam, me sinto atacado", explicou.

O pontífice também falou em sua entrevista com o jornal alemão sobre os perigos do populismo. "O populismo é um mal e acaba sempre mal, como foi demonstrado no século passado", advertiu, acrescentando que este tipo de movimentos políticos sempre requerem a figura de um "messias" para ter êxito, o que , segundo ele, é incompatível com os valores cristãos.