Drogarias e Farmácias

quinta-feira, 16 de março de 2017

PERIGO: MUÇULMANOS BRASILEIROS ESTÃO SE RADICALIZANDO E JÁ PREGAM FIM DE CRISTÃOS E JUDEUS


A "Hégira da Conquista", agenda para o estabelecimento islâmico no país a fim de destruir a cultura judaico-cristã no Ocidente, chega a um novo estágio no Brasil, o mesmo que se encontra hoje vários países europeus, inclusive a França, Alemanha, e Reino Unido. Isso é consequência de políticas de governos socialista-liberais, financiadas pelo globalismo esquerdista satânico.
---

Texto de O Antagonista

A radicalização de muçulmanos brasileiros repete o roteiro visto em outros países. Os fanáticos pregam o fim de cristãos e judeus. O alerta é de Rodrigo Jalloul, o principal xeque xiita do Brasil. Leia outro trecho de sua entrevista à Veja:

Por quê [é preciso ter cuidado com a radicalização]?

A religião islâmica é de origem árabe. No Oriente Médio, as pessoas lidam com a religião com naturalidade. Alguns brasileiros, porém, estão abraçando a fé cegamente. Há muitos fanáticos pregando para gente intelectual e emocionalmente vulnerável por aí. Não necessariamente incitando ao terrorismo, mas ensinando uma forma equivocada de lidar com a religião. Esses fanáticos pregam que cristãos e judeus não podem existir. Pregam até o afastamento da família, apesar de o profeta Maomé dizer que o respeito aos pais deve ser mantido até o fim da vida. Aqueles que têm mais sede de conversão são os piores. Eles querem se converter e não discutem nem questionam nada.