Drogarias e Farmácias

quarta-feira, 7 de junho de 2017

ESTADOS ÁRABES CORTAM RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS COM O CATAR


Acusado de apoiar o terrorismo islâmico xiita patrocinado pelo Irão e de gerar instabilidade na região, o Qatar torna-se cada vez mais um "bode expiatório" dos desígnios da coligação internacional-árabe promovida pela Arábia Saudita e pela administração norte-americana de Donald Trump.

A Arábia Saudita - grande patrocinadora do terrorismo islâmico - que dar ares de "ovelha inocente", promovendo o corte de relações diplomáticas com um dos outros estados árabes párias e conhecido financiador do terrorismo islâmico, especialmente do Hamas.

Esta manhã o estado saudita, o Egipto, o Bahrain e a União dos Estados Árabes cortaram as suas relações diplomáticas com o Qatar.

Alguns representantes do grupo terrorista islâmico Hamas foram entretanto expulsos do Qatar.


JANELA DE OPORTUNIDADE PARA ISRAEL?

Esta "aliança" árabe anti-Irão pode interessar ao estado judaico, uma vez que a própria expulsão de líderes do Hamas do território árabe do Qatar poderá indicar um afrouxamento do financiamento ao grupo terrorista que actua paredes-meias com Israel.

E Israel não vai certamente perder tempo.

Já diz o ditado que "o inimigo do meu inimigo é meu amigo"...



Via http://shalom-israel-shalom.blogspot.com.br/