Drogarias e Farmácias

terça-feira, 20 de junho de 2017

Sem Cortes de 'Marajíces', Reformas não Bastarão para Evitar o Colapso do Brasil




Sem cortar os milhares de cargos em comissão, os supersalários, as super aposentadorias, as mega-marajíces e tudo o mais que o povo já está careca de saber, nem um caminhão de reformas bastarão para evitar o colapso financeiro do Brasil.

Segundo o Estadão, o governo terá de podar R$ 300 bilhões das despesas obrigatórias, até 2030, para evitar o rompimento do limite de gastos, mesmo com a aprovação da Previdência. Esse é o cenário de um novo relatório da Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão de assessoria do Senado. No melhor cenário será preciso um corte de R$ 100 bilhões. No pior, de R$ 500 bilhões. A mensagem é tão clara quanto inquietante: a aprovação de um projeto razoável de mudança previdenciária será insuficiente para garantir a eficácia do teto de gastos criado em 2016 por emenda à Constituição. Especialistas poderão discutir detalhes e pressupostos desses cálculos, mas nenhuma pessoa responsável e razoavelmente informada poderá menosprezar o alerta lançado por uma equipe respeitada.


VIa FolhaCentroSul.com.br