BitMiner - free and simple next generation Bitcoin mining software

terça-feira, 4 de julho de 2017

RELATÓRIO DA FEMA REVELA QUE FICAREMOS DE 4 A 10 ANOS SEM ELETRICIDADE APÓS UMA TEMPESTADE SOLAR


Uma tempestade solar perfeitamente semelhante a uma que atingiu a Terra em 1859 eliminaria a rede elétrica dos Estados Unidos por quatro a dez anos, se ela atingisse hoje, indica um relatório não publicado da Agência Federal de Gerenciamento de Emergência (FEMA).

O relatório de 36 páginas foi publicado este mês no site GovernmentAttic, o qual descobre documentos antigos do governo que muitas vezes são adquiridos através de pedidos através da Lei de Liberdade de Informação (FOIA). O documento de 2010 foi intitulado "Estratégias de mitigação para o comando, controle e comunicações da FEMA durante e após uma supertempestade solar".

A tempestade que atingiu a Terra em 1859 foi apelidada de Evento Carrington e deixou máquinas de telégrafo - a tecnologia mais avançada da época - em chamas.

Prevendo o que aconteceria se esse tipo de energia solar caísse na Terra no século XXI, o documento diz: “Um colapso significativo da rede de energia pode ocorrer na América do Norte e em outros lugares; pode exigir de 4 a 10 anos para restaurar completamente".

Mas mesmo uma tempestade menor, como a que atingiu a Terra em 1921, "poderia causar colapso da rede elétrica em larga escala" se ela atingisse hoje.

O relatório prevê que a Internet, TV a cabo e serviço telefônico seriam desligados. O serviço de celular também seria rapidamente perdido.

"Aproximadamente 60% das torres de celulares nos EUA têm bateria de reserva apenas para 2 a 24 horas", afirma o relatório. "À medida que estas torres perderem energia, grandes porções da rede celular começarão a falhar. As áreas urbanas e as áreas suburbanas povoadas são mais propensas a ter torres de celular com gerador com reservas de combustível que variam de 1 a 7 dias, dependendo da localização e do proprietário do equipamento".

A FEMA nunca publicou o relatório, datado de dezembro de 2010. O site Off The Grid News contatou um especialista de energia e que tem contato frequente com agências governamentais. Esta pessoa disse que o relatório parecia ser legítimo.

"Este artigo recria o evento de 1859 hoje usando a pesquisa mais recente para explicar e entender: 1) A natureza e os efeitos de apagões de rádio, tempestades de radiação solar e tempestades geomagnéticas; 2) O seu potencial para efeitos em cascata sobre os sistemas globais de energia e telecomunicações; e, 3) As implicações para a FEMA ...no planejamento e resposta a tal evento", diz o relatório.

Um evento tipo Carrington geraria enormes quantidades de energia que explodiriam os transformadores. É a substituição desses transformadores que são motivo de preocupação para a FEMA e outras agências governamentais. Cada transformador é feito sob medida; não há peças reserva. Não se sabe quantos transformadores há nos EUA, mas provavelmente são dezenas de milhares. Cada um leva até dois anos para ser construído.

"Perda de infra-estrutura chave por períodos prolongados devido aos efeitos em cascata de um evento do clima espacial (ou outra perturbação) pode levar à falta de alimentos, com baixos estoque e dependência de entrega expressa, perda de transporte básico, incapacidade para bombear combustível e perda de refrigeração", é como um relatório de 2008 da Academia Nacional de Ciências descreveu as consequências de uma grande tempestade solar.

Qual é a sua reação? Você acha que os EUA está pronto para essa crise? Compartilhe seus pensamentos na seção abaixo:


Via: http://www.anovaordemmundial.com/ e http://www.offthegridnews.com/grid-threats/uncovered-fema-report-warns-4-10-years-without-electricity-after-major-solar-storm/