Drogarias e Farmácias

sábado, 26 de agosto de 2017

Escola Católica retira imagens de Maria e até de Jesus Cristo na Califórnia

Parece que o mundo se voltou contra os monumentos hoje em dia. De símbolos confederados a Jefferson e Ulysses S. Grant, todos os tipos de estátuas e ícones estão sendo cobertos ou derrubados para serem escondidos dos olhos do facilmente ofendido.

Mas na Califórnia, - Onde mais mais poderia ser? - uma escola particular adotou a política de maneira um pouco diferente. A escola de San Domenico em San Anselmo, Califórnia (que é uma escola católica privada) levantou a ira de alguns pais e estudantes quando eles decidiram remover algumas estatuetas católicas da escola. E suas razões para isso não têm  nada a ver com a Confederação (obviamente), mas sim por estarem preocupados em ofender grupos particulares de pessoas com outra religião. -  Então não matricule seu filho em uma escola Católica, oras.

A justificativa da Escola San Domenico em San Anselmo, é que os pais de alguns potenciais estudantes que visitaram o campus - que foi fundado em 1850 e que atendem 671 estudantes atualmente - expressaram preocupação com as figuras religiosas, de acordo com o Marin Independent Journal.

"Se você anda no campus a primeira coisa que você confronta é três ou quatro estátuas de São Domingos ou São Francisco, isso poderia ser ofensivo para quem é de outra religião, e não queríamos continuar esse sentimento" disse o reitor da escolar.
Um dos pais, Shannon Fitzpatrick, enviou uma carta à escola listando uma série de mudanças que foram implementadas muito antes que as estátuas fossem removidas, o que parecia diminuir a base original da instituição.

"Articular uma base inclusiva parece significar deixar as tradições de São Domenico que tem 167 anos de lado sendo escola católica dominicana que agora está com medo e vergonha de celebrar a herança e suas crenças", escreveu Fitzpatrick ao Marin Independent Journal, cujo seu filho de 8 anos é aluno da escola.

A mãe ainda acrescentou, que a escola vem tendo um longo processo de "descatolização" que vai desde seu uniforme ao currículo escolar.

Alguns pontos a serem feitos aqui. Em primeiro lugar, esta é uma escola privada e desde que permaneçam dentro dos limites da lei, o que eles escolhem fazer com o material impresso e as decorações ao redor do campus é estritamente entre eles e as famílias que enviam seus filhos para lá. Não necessita de nenhuma intervenção externa.

Com isso dito, os pais claramente têm vários pontos positivos ao seu lado. Eles se inscreveram para enviar seus filhos para uma escola católica e presumivelmente praticamente todos eles fizeram isso por algum motivo. E eles estão cobrando a escola para fazer com que suas expectativas conhecidas pelos funcionários da escola, particularmente quando você descobre que eles estão desembolsando quase 30 mil dólares por uma taxa anual somente para ir frequentar o jardim de infância. Se eles estão procurando um ambiente para seus filhos, que fornece não só uma educação de qualidade, mas uma atmosfera de fé, parece que eles têm o direito de se queixar.

Agora, se a escola está em dificuldades financeiras tão terríveis que eles precisam atrair estudantes não-católicos, talvez seja hora de deixar de chamar de escola católica. Mas nesse ponto, parece que você vai expulsar uma parcela significativa de sua base de alunos existentes, que querem dar aos seus filhos uma educação ótima mas também com princípios religiosos.

Eu sou Leandro Rossi Jr. para InfoWars Brasil.


Fonte: RedState.com