Drogarias e Farmácias

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

MAIS SINAIS: FORTE TERREMOTO NO SUL DO MÉXICO DEIXA AO MENOS 30 MORTOS


O cálice da ira de Deus está prestes a ser derramado! Terremotos, furacões, catástrofes, sinais mostram a vinda do Reino de Deus... 

---

Um terremoto de magnitude 8,2, um dos maiores dos últimos 100 anos, estremeceu o México na noite de quinta-feira e causou mais de 30 mortos, de acordo com dados oficiais. Tudo parece indicar que o número será maior. O sismo afetou mais de 50 milhões de mexicanos e foi sentido com força na capital, onde ocorreram momentos de pânico. A região mais atingida, entretanto, foi a de Chiapas e Oaxaca, dois Estados do sul do país. No primeiro, três mortes foram confirmadas, enquanto em Oaxaca o governador afirma que pelo menos 23 pessoas morreram, além de outras duas em Tabasco.


Apesar de Peña Nieto ter descartado um panorama desolador, admitiu que irão se passar dias até se conseguir avaliar os estragos causados. O presidente mexicano alertou que o principal risco pode ser uma possível réplica de até 7 graus nas próximas 24 horas. Até as 3h desta sexta-feira (1h em Brasília) mais de 60 tremores secundários haviam sido registrados.


ATUALIZAÇÃO: SISMO Magnitude Mww 8.2 Loc. 133 km ao SUDOESTE de PIJIJIAPAN, CHIS 07/09/17 23:49:18 Lat 14.85 Lon -94.11 Pf 58 km— Sismológico Nacional (@SSNMexico) 8 de setembro de 2017

“É o mais forte tremor que registramos ao menos nos últimos 100 anos”, afirmou Peña Nieto. De acordo com o primeiro relatório do mandatário, mais de um milhão e meio de pessoas ficou sem luz, mas metade já foi recuperado. O resto, garantiu Peña Nieto, será restabelecido nos próximos dias. O sismo ocorreu por volta da meia noite local (22h em Brasília), no sul do país. O epicentro se localizou a mais de 100 quilômetros a sudoeste de Tonalá, em Chiapas. O terremoto provocou cortes de energia na capital, onde se escutou o alerta sísmico, e imediatamente as ambulâncias começaram a ser ouvidas. O sismo foi o mais forte a atingir o país desde o devastador terremoto de 1985, de magnitude 8,1, que flagelou a capital mexicana.

As autoridades mexicanas confirmaram que o tremor foi superior até mesmo ao que devastou a Cidade do México em 1985. A diferença é que, naquela ocasião, o epicentro foi muito mais próximo à capital. Os que viveram aquele tremor notaram muitas semelhanças, ainda que as consequências não sejam parecidas. Uma das imagens mais difundidas dessa noite foi a do Anjo da Independência, um dos monumentos simbólicos da capital, balançando.


Movimentos sísmicos registrados nas últimas 24 horas


A pior parte ficou com o Estado de Chiapas. Algumas moradias caíram e de acordo com o governador, Manuel Velasco, escolas e hospitais foram danificados pelo sismo. A zona costeira está sendo evacuada pelo risco de tsunami. Na cidade de Juchitán, em Oaxaca, Estado vizinho a Chiapas, foi registrada a queda de um hotel e algumas casas ficaram danificadas.

O centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico emitiu um alerta para o México, Guatemala, El Salvador, Costa Rica, Nicarágua, Panamá, Honduras e Equador. As autoridades calculam que as ondas poderiam superar os quatro metros.

O chefe de governo da Cidade do México, Miguel Ángel Mancera, anunciou que o protocolo contra terremotos foi ativado. As falhas elétricas que ocorreram em algumas regiões da cidade foram sanadas com o passar das horas. O serviço de Metrô e o Aeroporto Internacional da Cidade do México (AICM) funcionam e não há hospitais danificados. As aulas do ensino fundamental e médio foram suspensas em 11 Estados.


O Ángel da Independência estremeceu-se como no #terremoto de 1957 #sismo#videopic.twitter.com/wPX2mtfeZl— Vicente Gálvez (@Vicente_Galvez) 8 de setembro de 2017

terremoto foi sentido com força na capital, onde vários bairros ficaram sem luz. O alarme sísmico (um sistema de advertência com alto-falantes distribuídos pela cidade) alertou sobre o tremor, o que permitiu que muitos habitantes pudessem se refugiar em lugares seguros.

Também na Guatemala o tremor foi sentido com intensidade. O Governo informou que há danos e pediu calma à população. El Salvador realiza preparativos para a eventualidade de um tsunami que obrigue a retirar a população das áreas litorâneas.


Via El País