Drogarias e Farmácias

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Transhumanismo - Pesquisadores Conectam uma Mente Humana à Internet Pela Primeira Vez


Você já pensou se os futuros seres humanos viverão aspectos de suas vidas online em ambientes simulados, ou mesmo estendendo sua vida natural, carregando suas mentes para um ecossistema de nuvem seguro? Tem sido uma ideia familiar na ficção científica há décadas. Com notícias de que Elon Musk estava tentando construir um "laço neural", o conceito de interface cérebro-máquina (IMC) entrou no léxico público. Agora, os pesquisadores da Universidade de Wits em Joanesburgo, na África do Sul, afirmam ter ligado uma mente humana à internet em tempo real.


O projeto, denominado "Brainternet", exigiu que os pesquisadores coletassem sinais de ondas cerebrais EEG usando apenas um dispositivo Emotiv EEG e um simples computador Raspberry Pi. O experimento permitiu que o cérebro humano se tornasse um nó de informação na internet das coisas (IDC).

Leia também: Exército dos EUA Anuncia "Chip Cerebral" que Permite que os Humanos se Conectem a um Computador

O supervisor do experimento, Adam Pantanowitz, o descreveu assim:

O Brainternet é uma nova fronteira nos sistemas de interface cérebro-computador. Há uma falta de dados facilmente compreensíveis sobre como um cérebro humano funciona e processa as informações. O Brainternet procura simplificar a compreensão de uma pessoa de seu próprio cérebro e dos cérebros dos outros. Ele faz isso através do monitoramento contínuo da atividade cerebral, além de possibilitar alguma interatividade.

Leia também: [Transhumanismo] Touca Permitirá que a "Telepatia" Aumentada Funcione Dentro de uma Década

Os pesquisadores dizem que o projeto poderia fornecer informações valiosas para futuros algoritmos de aprendizado profundo e poderia até mesmo auxiliar os esforços de Musk na criação de um IMC verdadeiro. Muitos futuristas acreditam que, à medida que o impacto e a importância cotidiana da Internet crescem, é inevitável que os seres humanos combinem o mundo físico com ambientes virtuais online, inaugurando uma geração de realidade aumentada aprimorada (RA), realidade virtual (RV) e uma síntese das duas que alguns chamam de Realidade Mista.

Leia também: Internet das Coisas: Controle Total Disfarçado de Conveniência e Status

Embora o conceito de "viver" na Internet possa parecer remoto, já somos de muitas maneiras ciborgues dependentes da internet e da inteligência artificial. Ligar nossos cérebros a uma "mente de colmeia" online pode, em última instância, ser a maneira mais eficiente de que os humanos possam receber e transmitir informações, embora as preocupações sobre vigilância e privacidade provavelmente nos sigam através do século.

Via  http://www.anovaordemmundial.com/