Drogarias e Farmácias

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

ESTADO ISLÂMICO ORDENA AOS MUÇULMANOS QUE MASSACREM ROMA E VATICANO


Você se recorda do vídeo que publiquei onde falo sobre o projeto da Igreja Católica de mudar a "Santa Sé" para Jerusalém (sede espiritual), e São Paulo (sede administrativa), por causa da islamização da Europa e a destruição do Vaticano? 

Veja: https://www.youtube.com/watch?v=flDyIQiabIQ


Estado Islâmico ordena aos muçulmanos que cometam massacres de jihad em Roma enquanto os jihadistas se fazem passar por refugiados para entrarem na Europa.

"Se, no ano passado alguém me perguntasse se era possível que o Daesh usasse rotas migratórias para ameaçar a Europa, eu teria respondido não"(...)

(...) Na realidade, todos os jihadistas que mataram 130 pessoas em Paris em Novembro de 2015 acabavam de entrar na Europa como refugiados.

Em Fevereiro de 2015, o Estado Islâmico orgulhava-se de que em breve inundaria a Europa com até 500 mil refugiados.

O Ministro da Educação do Líbano disse em Setembro de 2015 que havia 20 mil jihadistas entre os refugiados em campos de acolhimento no seu país.

Em 10 de Maio de 2016, Patrick Calvar, chefe da agência de informações interna da DGSI em França, disse que o Estado Islâmico estava a usar as rotas de migrantes através dos Balcãs para infiltrar jihadistas na Europa. 

Enquanto isso, o Papa Francisco adverte que aqueles que se opõem à migração irrestrita dos muçulmanos para a Europa estão a trair o próprio Cristo.

"Deixa-os; eles são guias cegos. E se um cego guiar um cego, ambos cairão num poço."
(Mateus 15:14)
Robert Spencer/ JihadWatch

"ISIS ordena aos seus seguidores que ataquem Roma enquanto aumenta o risco de lobos solitários que chegam como migrantes"
por Rebecca Perring, Express, 24 de Novembro de 2017:

Os militantes do Estado Islâmico (ISIS) ordenaram que os seus seguidores ataquem a capital italiana, que atrai milhões de turistas por ano, enquanto cresce o o medo dos lobos solitários espalhados por todo o continente, que se apresentam como refugiados.

Com o período de Natal que se aproxima rapidamente, os terroristas bárbaros pediram que os jihadistas visassem "jovens, mulheres e idosos" em ataques de lobos solitários em pontos turísticos em Roma.

Num vídeo de propaganda arrepiante, os jihadistas "chamam às armas os lobos solitários" para atacarem Roma e pontos turísticos, incluindo o Vaticano.

Um folheto mostra uma imagem de um terrorista, armado com uma metralhadora e um lançador de foguetes, com vista para a Praça de São Pedro, a grande e movimentada praça em frente à Basílica de São Pedro, na Cidade do Vaticano.

O texto ao lado da imagem é um convite aos lobos solitários para atacarem enquanto o Natal se aproxima.

Lê-se: "Jovens, mulheres, idosos, vocês estão à vista das nossas flechas e o que está para vir é ainda pior".

A revelação ocorre quando o ministro italiano do Interior, Marco Minniti, disse que havia um "risco real de terroristas estrangeiros entre migrantes que chegam".

Ele advertiu os terroristas do ISIS, derrotados militarmente, poderiam usar rotas de migrantes do norte da África para chegarem à Europa e, em particular, usarem a Itália como um porto para alimentar a sua ameaça terrorista ao mundo ocidental.

Falando durante o seminário de defesa e segurança organizado pela Assembleia Parlamentar da OTAN, Minniti disse: "Se no ano passado alguém me perguntasse se era possível que a Daesh usasse rotas migratórias para ameaçar a Europa, eu teria respondido não, porque é bastante óbvio que uma organização que funciona plenamente não corre o risco de entrar numa rota incontrolada e incontrolável, como a dos migrantes.

"Mas quando se trata de uma fuga individual, uma diáspora, o risco de essas pessoas se juntarem aos fluxos migratórios torna-se real.

"Devemos ser muito fortes em prevenção e inteligência contra "lobos solitários ".

"A Internet é crucial porque se tornou um lugar de radicalização e recrutamento, educação e emulação nos últimos anos".



Via: Amigo de Israel