Drogarias e Farmácias

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

PAIS PERDEM CUSTÓDIA DE SUA FILHA MENOR DE IDADE QUE QUER VIRAR 'HOMEM'


Pais em Ohio perderam a custódia de sua filha de 17 anos na sexta-feira porque um juiz deu a decisão de que ela deveria receber terapia, inclusive terapia de testosterona, para se identificar como rapaz.

Sem entrar nos detalhes desse caso perto da cidade de Cincinnati, os americanos podem esperar ver mais casos assim, pois autoridades governamentais favorecem ativistas transgêneros para promover uma perspectiva radical da pessoa humana e apoiam procedimentos médicos que estão inteiramente na esfera de experimentos. Em risco estão não só os direitos dos pais, mas o bem-estar de crianças que sofrem de disforia de gênero.

Os ativistas transgêneros argumentam que quando uma criança se identifica como sexo oposto, a resposta apropriada é apoiar essa identificação.

A proliferação de clínicas de gênero nos Estados Unidos e serviços de identidade de gênero nas escolas torna improvável que as crianças obterão a ajuda de que precisam para resolver suas questões. Em vez disso, essas crianças encontram “conselheiros de gênero” que as incentivam a manter suas suposições falsas.

Isso é contrário à prática médica e psicológica padrão.

Traduzido e resumido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily):Parents lose custody of minor teen who wants to 'transition'